Plano conta com a participação da população, de entidades e órgãos governamentais

Judith_Muntal

A coordenadora-geral do Consórcio Litoral Sustentável, Judith Muntal

O Plano para o Desenvolvimento Sustentável do Litoral do Paraná, o PDS_Litoral, está sendo realizado desde o início de 2018, abrangendo os municípios de Antonina, Guaratuba, Guaraqueçaba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná com previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2019. Apoiado financeiramente pelo Banco Mundial (BIRD), o PDS_Litoral está sendo elaborado pelo Consórcio Litoral Sustentável, que reúne empresas nacionais e internacionais para realizar o Plano. São elas: Barcelona Brasil Group, Mcrit, Hidria Ciencia Ambiente y Desarrollo S.L e Quanta Consultoria Ltda.

Para subsidiar a elaboração do Plano, uma equipe de especialistas vem realizando estudos e levantamentos de informações sobre questões socioterritoriais, ambientais, econômicos, infraestrutura e logística, e institucionais. A construção de um plano com uma visão regional torna-se um grande desafio considerando as peculiaridades locais que envolvem cada município, regionais como a elevada porcentagem de unidades de conservação na área e a convivência com projetos e investimentos voltados ao desenvolvimento regional e, ainda, interferências externas à região, como, por exemplo, a economia e a situação política do Brasil.

A coordenadora-geral do Consórcio, Judith Muntal, da Barcelona Brasil Group, entende que este é um momento de mudanças e evoluções e afirma que apesar da diversidade dos municípios e seus diferentes anseios, a região pode ser articular por um eixo comum, o que torna enriquecedor o trabalho com esse território. De forma geral, as etapas iniciais tiveram como foco a sensibilização das pessoas e o diagnóstico e relatório de contextualização. O levantamento de informações foi bastante abrangente, tornando longa e minuciosa essa fase preliminar, cujo estudo será repassado à população para  ser discutido e revisado nas oficinas e audiências. Após esse período, o PDS_Litoral entrará numa fase mais estratégica e criativa, que é a proposição de cenários e da visão regional visando a posterior elaboração do plano de ação.

Para Judith, o maior desafio do PDS_Litoral é definir uma visão, ou seja, ter claro o que o território quer ser no futuro. “É muito importante definir essa visão para estabelecer planos de ação.” Nesse sentido, as decisões devem ser tomadas coletivamente. O PDS_Litoral conta com a participação da população, com várias entidades, secretarias do governo estadual e com órgãos que abrangem todo o território.

Os problemas enfrentados na região são muito comuns em regiões litorâneas. Sempre há divergências entre as questões ambientais e aquelas voltadas à logística e à economia, por exemplo. Os profissionais estrangeiros e nacionais envolvidos no Plano têm uma interação enriquecedora, pois, segundo Judith Muntal, as boas práticas de trabalhos já realizados na Europa e em outras regiões do Brasil possibilitam um know how que pode ser transferido para o PDS_Litoral. “Essas experiencias ajudam, mas não é uma questão de replicar. Deve se considerar que cada projeto é distinto e cada região tem características específicas, porém todo o conhecimento prévio que temos ajuda na solução de problemas e no desenvolvimento das potencialidades do litoral”, expõe a coordenadora-geral.

Entre as principais estratégias está a participação das pessoas, que, como parte fundamental na elaboração do Plano, envolve vários níveis: “nas primeiras reuniões públicas foram estabelecidas Equipes de Acompanhamento envolvendo universidades, ONGs e entidades da sociedade civil. Serão realizadas oficinais com os participantes das Equipes de Acompanhamento nas entregas de todos os produtos, antecedendo as Audiências Públicas, que serão abertas para toda a sociedade. Também estamos fazendo escutas com as comunidades tradicionais para envolver essa população, que muitas vezes, não se sente à vontade para participa dos eventos do Plano. Além da participação social, com as Equipes de Acompanhamento, escutas e audiências, o Plano também conta com vários representantes das secretarias do governo na Equipe Técnica de Acompanhamento”.

A equipe de especialistas busca deixar uma marca positiva na região, para que o resultado do PDS_Litoral vá muito além da elaboração do Plano. “Essa metodologia de trabalho envolvente e participativa está fazendo com que o Plano sensibilize as pessoas que muitas vezes não interagiam entre si. Essa é uma parte importante do Plano, além da elaboração do plano de ação, está construindo fluxos de comunicação. O trabalho conjunto que está acontecendo é uma base para uma governança futura e para um novo patamar de colaboração entre vários atores da região. E isso é essencial para que o PDS_Litoral saia do papel”, finaliza Judith Muntal.

Para mais informações acesse: www.pdslitoral.com

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

Compartilhar



Comentar com o Facebook


Deixe uma resposta


vermelho {limão}