Foto3Depois de passarem pelas Ilhas das Peças e Ilha Rasa, os profissionais envolvidos na ação Maré de Justiça chegaram à tarde em Paranaguá e encontraram o Museu de Arqueologia e Etnologia da cidade lotado de pescadores e seus familiares. O grupo de voluntários que percorre o Litoral Paranaense, a fim de prestar esclarecimentos sobre os processos judiciais movidos contra a Petrobrás por danos ambientais, foi recebido com inquietação.

Com documentos em mãos e muitas perguntas a fazer, alguns pescadores aguardavam para serem atendidos individualmente. Outros mais exaltados trocavam acusações, revelando o tamanho da desinformação. Segundo o advogado Heroldes Bahr Neto é preciso compreender as razões que levam os pescadores a se revoltarem. “Entendemos o medo e a preocupação destas pessoas de serem lesadas. Primeiro porque os vazamentos os deixaram sem trabalho. Depois foram 13 anos aguardando todo o trâmite do processo. E agora, muitos estão sendo vítimas de promessas vazias feitas por advogados, que dizem ter a capacidade de aumentar o valor das indenizações fixadas pela Justiça e agilizar os pagamentos”, afirma o sócio do Bahr, Neves e Mello Advogados, um dos escritórios envolvidos com as ações desde 2001.

“Hoje 1.600 pescadores que representamos já estão aptos a receber o restante das indenizações. É diretamente com esses clientes que viemos conversar. Mas não podemos permitir que os outros fiquem sem informação e sendo alvo da ação criminosa de um grupo mal intencionado”, reforça o advogado.

A pescadora Vera Lúcia França participou da ação Maré de Justiça em Ilha Rasa. “A título de informação, foi a reunião mais esclarecedora entre todas já realizadas. Infelizmente, tempos atrás, eu como muita gente daqui caiu na lábia de advogado, para o qual assinamos procuração. Agora aguardamos nova decisão da justiça sobre o andamento do processo para recebermos a indenização”, contou.

Foto4Para a pescadora Aurora Luiz do Nascimento Bento, a ação foi importante para desmentir boatos. “A gente escuta falarem muito que estão prejudicando os pescadores, por isso é importante a gente ouvir os advogados para saber a verdade sobre os processos de indenizações”, disse.

Dona Aurora destacou ainda o que mudou na vida dos pescadores após os dois acidentes ambientais que aconteceram no litoral paranaense em 2001, um de vazamento de óleo e outro de nafta, e da explosão do navio que causou vazamento de óleo combustível e metanol em 2004, no Porto de Paranaguá. “Na época, já passamos dificuldades com a proibição da pesca, porque vivemos dela, mas até hoje sofremos as consequências desses acidentes. De lá pra cá, o número de peixes e de camarão diminuiu muito e a pesca nunca mais voltou a ser como antes”, lamentou.




Quarta edição do Festival do Turismo Sustentável do Litoral do Paraná será no fim de agosto em Pontal do Paraná

 Empresários, moradores, veranistas e interessados no Litoral do Paraná vão discutir quais as formas de tornar a região mais atrativa – não só para turistas, mas também para investidores. O 4º Festival de Turismo do Litoral do Paraná será realizado entre os dias 21 e 23 de agosto, na Associação Banestado de Praia de Leste, em Pontal do Paraná. A escolha do município segue um rodízio – o primeiro foi em Morretes, depois em Paranaguá e no ano passado em Matinhos.

O evento vai apresentar diversas ferramentas de desenvolvimento econômico, social e ambiental através do turismo na região. Segundo o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Litoral do Paraná (Adetur Litoral), Adalto Mendes Luders, o festival pretende reunir em um único espaço todas as informações que o empreendedor precisa para desenvolver seu negócio no Litoral do Paraná.

Entre as novidades do Festival estão a Feira de Imóveis, em que imobiliárias e construtoras farão compra, venda e locação de espaços; a Arena Sabores do Litoral, que vai apresentar seis chefs de cozinha com o melhor da gastronomia local; o Fórum do Turismo Sustentável, com palestras sobre o aproveitamento do turismo náutico e das unidades de conservação; e outras atrações que ainda estão sendo mantidas em sigilo pelos organizadores.

A programação ainda conta com a Mostra Aromas e Olhares que promove o artesanato regional, o Encontro de Negócios Sebrae com orientações para investidores em potencial, a entrega do prêmio Ser Caiçara a autoridades e personalidades que trabalham em prol do desenvolvimento do Litoral do Paraná, além de apresentações culturais e artísticas.

O 4º Festival de Turismo do Litoral do Paraná é uma realização da Adetur Litoral e tem o patrocínio de Ecovia, Senac, Sebrae, Fecomércio, Fomento Paraná, além do apoio da Secretaria de Estado do Turismo, Associação Banestado e Isulpar.




Feira que acontece todas às terças, na Praça dos Leões, inicia no dia do aniversário da cidade ao meio-dia

129111A Feira da Lua desta terça-feira, 29, será especial, devido ao aniversário da cidade. O evento que conta com a participação de feirantes de Paranaguá terá início às 12h, mas o local não muda, pois a Praça dos Leões deve ficar bem movimentada..

Apresentações de Aroldo Amer, Guilherme Costa, Mário Karuta, Leonardo Damião e da Banda Magnific Jah estão confirmadas para esta Feira da Lua especial.

De acordo com a secretária de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Cíntia Lopes dos Santos, a partir da semana que vem a feira volta ao seu horário normal, ou seja, a partir das 17h.




14557150399_0bae4e9bacUm dos pontos turísticos mais visitados de Paranaguá, o Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio agora terá, também, um Posto de Informações Turísticas completo. O espaço foi revitalizado pela Prefeitura de Paranaguá, por meio da Fundação Municipal de Turismo (Fumtur), e contará com atendimento especializado ao turista. As instalações foram refeitas e a decoração valoriza a cultura da cidade,além de contar com conexão de internet e panfletos informativos sobre a cidade.

14557346767_0224880f31A cerimônia de entrega oficial do espaço aconteceu na tarde da última sexta-feira (25) e contou com a presença de autoridades municipais e de representantes do Santuário, fazendo parte da programação do aniversário da cidade.

O presidente da Fumtur, Rafael Guttierres Júnior, salientou a importância de inaugurar este espaço. “O santuário recebe milhares de turistas por ano e nos sentimos muito felizes de entregar este espaço, que vai servir perfeitamente ao turista”, disse. O Posto de Informações Turísticas já conta com adaptação para uso de pessoas com deficiência.

O padre Sérgio Lima, do Santuário do Rocio, agradeceu atenção dos órgãos públicos para com o espaço. “Em nome do Santuário, queremos dizer que ficamos muito agradecidos pelo reconhecimento da administração para com um ponto turístico muito importante. É um marco para o Santuário, que recebe milhares de romeiros durante o ano inteiro, especialmente no dia 15 de novembro, dia da Nossa Senhora do Rocio”, agradeceu o padre.

Fotos: Marcio Tibilletti.




13264Paranaguá agora conta com Unidade Referência à Saúde da Mulher, localizado ao lado do Centro Municipal de Especialidades (CME) e da agência dos Correios, no centro de Paranaguá.

No espaço, de 160 metros quadrados, haverá assistência integral clínico-ginecológica e educativa, de maneira referenciada, ou seja, após encaminhamento feito por médicos das unidades básicas de saúde.

As ações serão voltadas para tratamento, aprimoramento do pré-natal, no caso de situações de alto risco, além de abordagem de problemas já presentes, em mulheres na fase da adolescência à terceira idade. O controle de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), bem como do câncer cérvico-uterino e de mama, além de assistência para concepção e contracepção, são outros serviços que já eram oferecidos em diferentes espaços e que agora passam a ser unicamente no local.

Foram investidos cerca de R$ 200 mil, com recursos próprios da Prefeitura de Paranaguá, para reforma do prédio. A entrega da nova unidade foi feita pelo prefeito de Paranaguá, Edison Kersten e pela secretária Municipal de Saúde, Dra. Terezinha Flenik Kersten. Estavam presentes à cerimônia secretários municipais, os vereadores Arnaldo Maranhão e Jacizinho, da secretária municipal de Saúde de Pontal do Paraná, Sandra Luiza Machado, e da chefe da 1.ª Regional de Saúde, Hilda Fujimoto.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Dolgiva, parabenizou o prefeito Edison e a Secretaria de Saúde pela iniciativa de criar essa estrutura para beneficiar o público feminino da cidade. “O Conselho vê com bastante otimismo obras desta natureza, principalmente quando se trata de saúde da mulher. A Prefeitura está realizando um trabalho mito bem organizado na saúde de Paranaguá e nós acreditamos que isso só traz benefício à nossa população. Isso é muito bom porque vai desafogar muitas coisas que eram levadas para Curitiba. Agora as pessoas vão poder resolver aqui mesmo, em Paranaguá”, destacou o dirigente.




13110O Festival de Música do Litoral (Femul) tem inscrições prorrogadas até o dia 05 de agosto. O primeiro prazo para inscrições era o dia 30 de junho. Os possíveis interessados ganharam mais 20 dias, pois o prazo foi prorrogado até o dia 20 de julho.

E, em função de uma divulgação de que o prazo seria 20 de agosto, mas que foi devidamente corrigido no site da Prefeitura, a Fundação decidiu ainda fixar o prazo final para o dia 05 de agosto.

O Festival acontece nos dias 5, 6 e 7 de setembro no Teatro Municipal Rachel Costa. Os interessados podem se inscrever pela internet ou com a entrega dos formulários fornecidos no site da Fundação de Cultura para download, devidamente preenchidos.

Cada concorrente poderá inscrever-se com até três composições por compositor ou grupo, sendo individualizada a inscrição para cada composição.

As composições deverão ser inéditas e, obrigatoriamente, em língua portuguesa, independentemente do gênero musical.

Premiação

O Festival de Música do Litoral vai premiar os três primeiros lugares, além do melhor intérprete e melhor letra com os seguintes valores em dinheiro:

- Primeiro lugar – R$2.000,00 e troféu

- Segundo lugar – R$1.500,00 e troféu

- Terceiro lugar – R$1.000,00 e troféu

- Melhor interprete – R$ 1.000,00 e troféu

- Melhor letra – R$1.000,00 e troféu

Mais informações no endereço www.fumcul.com.br onde o regulamento também pode ser acessado.




10526086_544205849039122_6938581596021401888_nAcostumada com eventos de MMA, a cidade litorânea de Paranaguá (PR), resolveu trocar o octógono pelo tatame neste sábado, dia 26 de julho, lançando o Strategy – Jiu-Jítsu e Submission, com 20 minutos corridos de luta, e que tem como principal regra a finalização. Independente dos pontos marcados, caso ninguém finalize, é declarado o empate. Para a alegria dos amantes da arte suave, os seis confrontos foram definidos por finalização.

A escolha do nome “Strategy” foi uma homenagem a Ocimar Costa, que na opinião dos organizadores Tabajara Junior e Fúlvio Berlim é o “rei da estratégia” quando se trata de luta de chão. Ocimar que é amazonense e está radicado em Paranaguá há mais de cinco anos também participou da organização do evento.

O Strategy foi uma realização do Restaurante A’Bonbonne e da Fundação Municipal de Cultura de Paranaguá (FUMCUL). Pela primeira vez na história um palco de teatro se transformou em uma arena de combates neste formato.

O peso-mosca do UFC John Lineker “Mãos de Pedra” – OCS resolveu se aventurar de kimono na luta com Thiago Santos – Gracie Barra que foi surpreendido por uma kimura.
A peso-galo do UFC Jéssica Andrade “Bate-Estaca” – PRVT também participou do evento. Ela enfrentou a local Bruna Paiffer – OCS. Jéssica conseguiu aplicar uma queda no começo, partindo em seguida para o estrangulamento. Bruna defendeu a posição, tentou levantar, e expôs o pescoço. Jéssica não perdeu tempo e pulou para encaixar e definir com um guilhotina.

- See more at: http://www.mmasul.com.br/noticia.php?id=1613#sthash.aq8525YN.wqZpJDeH.dpuf




Alviverde veio até Paranaguá e sofreu revés na primeira rodada do estadual

Foto: arquivo Coritiba

Foto: arquivo Coritiba

O Coritiba acabou derrotado na primeira rodada do Campeonato Paranaense Sub-20. Atuando em Paranaguá, na tarde do último sábado (26), os garotos do Coxa perderam pelo placar de 1 a 0 para o Rio Branco.

O Coxa volta a campo pelo estadual Sub-20 na próxima quinta-feira (31), quando recebe o Paraná Clube. O próximo jogo do Rio Branco enfrentará o Paraná, no dia 02, às 15h, em Curitiba.

“O placar de 1×0 para o Rio Branco Centenário coroa o trabalho de uma diretoria séria, de uma comissão técnica competente e de jovens jogadores que estão focados no futuro de um clube que hoje já forma mais uma família, a família sub-20 2014″, disse o presidente do Conselho Deliberativo, Nilo Barboza.




13204A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente – Semma, informa a população que o carrinho elétrico para coleta de lixo na Ilha dos Valadares não será entregue hoje. A programação estava marcada para acontecer às 10h.

De acordo com o secretário da pasta, Antonio Ricardo dos Santos, todos serão informados pelos meios de comunicação quando o equipamento será entregue para beneficiar os moradores da Ilha dos Valadares.

Ponto de táxi e revitalização da Bento Munhoz da Rocha Neto

No dia 28, segunda-feira, também seria entregue o ponto de táxi para os moradores da Ilha dos Valadares. De acordo com o Secretário de Serviços Urbanos Carlos André Fonseca Griuc, será marcada uma nova data para a entrega, mas é importante lembrar que os novos táxis, uma novidade para os moradores da Ilha, já estão em pleno funcionamento no novo espaço todo sinalizado.

E a entrega da revitalização dos 4 km da Avenida Bento Munhoz da Rocha Neto foi suspensa em função do mau tempo. A programação estava marcada para às 16h.

Desfile Escolar

A prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Ensino Integral – Semedi, informa que se chover no dia 29 de Julho, aniversário da cidade, os desfile que está marcado para acontecer na Avenida Maximiano da Fonseca (chamada como Arthur de Abreu), fica transferido para o Ginásio de Esportes Albertina Salmon, no mesmo dia e horário.

O hasteamento dos pavilhões no dia do aniversário da cidade, também acontecerá no Ginásio em caso de chuva.




DSC_0044Depois de três dias percorrendo o Litoral Paranaense, a Maré de Justiça encerrou no sábado, dia 26, contabilizando cerca de mil atendimentos a pescadores e seus familiares. A ação passou por Superagüi, Guaraqueçaba, Ilha das Peças, Ilha Rasa, Paranaguá e Antonina, levando esclarecimentos sobre os processos movidos contra a Petrobrás por danos ambientais. O foco da ação é evitar que famílias sejam lesadas no recebimento do saldo remanescente das indenizações, ampliando o nível de informação e segurança dos pescadores.

Recentes prisões de advogados, a morosidade da Justiça na liberação dos pagamentos de indenizações e a mudança de instituição financeira responsável pela administração das contas judiciais reforça a preocupação dos pescadores. Muitos deles chegaram aos postos de atendimento acreditando que o dinheiro sumiu de suas contas e exibem extratos bancários com expressões como “pago” e “valor indisponível”.

“Em uma ação como essa, que se desenvolve há 13 anos, são muitos os fatores que geram confusão, a principal é a falta de conhecimento jurídico, que deve ser prestada pelos profissionais. Mas quando se soma a ação de estelionatários, querendo se aproveitar destes pescadores e tendo amplo acesso às comunidades pesqueiras, os danos são difíceis de serem contidos”, afirma o advogado Heroldes Bahr Neto, sócio do Bahr, Neves e Mello Advogados Associados.



Nuvem Digital