00891A 6ª Promotoria de Justiça de Paranaguá, no Litoral paranaense, ofereceu, nesta sexta-feira, 8 de fevereiro, denúncia por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e uso de recurso que impediu a defesa da vítima) contra cinco homens acusados de matar um companheiro de cela na madrugada do dia 26 de janeiro. Os denunciados amarraram as mãos e os pés da vítima com um lençol e o atacaram com socos, chutes e golpes de estoque.

De acordo com a denúncia, o crime, ocorrido no interior de uma cela da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá, teria sido cometido por vingança – a vítima (que seria colocada em liberdade na manhã seguinte ao crime, por força de um alvará de soltura) pertenceria a uma facção criminosa rival (Primeiro Grupo Catarinense – PGC) e teria confessado a morte de um companheiro de facção dos denunciados (Primeiro Comando da Capital – PCC). A motivação constou de uma carta escrita por dois dos denunciados, apreendida em poder de outro preso.

Este foi o quarto homicídio do ano em Paranaguá. No final do ano passado, o Tribunal do Júri de Paranaguá condenou a mais de 22 anos de prisão um réu acusado de crime semelhante, ocorrido em 2014, também no interior de uma cela da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá.

Fonte: MP

Tags: , , , ,

Compartilhar



Comentar com o Facebook


Deixe uma resposta


vermelho {limão}