Comandante Pericin, Vice Almirante Castilho e Comandante Germano

Comandante Pericin, Vice Almirante Castilho e Comandante Germano

A Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) tem novo Comandante. No último dia 11, assumiu o cargo o Capitão de Mar e Guerra Germano Teixeira da Silva em substituição ao Capitão de Mar e Guerra Renato Pericin Rodrigues da Silva que, depois de dois anos à frente da CPPR, seguirá para o Rio de Janeiro. Ler mais →


Pontal do Paraná se prepara para a XV edição do Festival do Caranguejo que acontece tradicionalmente no mês de janeiro no balneário Shangri-lá

fest-carO evento que teve início em 2003 por iniciativa dos pescadores da região, conta com o apoio e organização da Prefeitura de Pontal do Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento. Ler mais →


Desde 2003, o concurso identifica escritores inéditos que possuem obras
com qualidade literária para edição e circulação nacional
Estão abertas as inscrições para edição 2017 do Prêmio Sesc de Literatura, concurso que revela novos talentos da literatura nacional. Até o dia 17 de fevereiro, os candidatos poderão concorrer nas categorias Conto e Romance. Os vencedores têm suas obras publicadas pela editora Record, que é responsável pela edição e distribuição, com tiragem inicial de dois mil exemplares.

Para participar, os candidatos deverão apresentar os originais de romances e as coletâneas de contos inéditos. O autor poderá concorrer nas duas categorias desde que tenha obras nunca publicadas em ambas, inclusive em plataforma online. Neste caso, as inscrições serão realizadas separadamente. O processo seletivo será realizado via internet, desde o envio de informações pessoais até a obra digitalizada. Todos os trabalhos são submetidos à avaliação das comissões julgadoras compostas por escritores, especialistas em literatura, jornalistas e críticos literários definidos pelo Sesc. Os vencedores serão anunciados em junho de 2017.

Franklin Carvalho e Mário Rodrigues foram os vencedores do Prêmio Sesc 2016, nas categorias Romance e Conto, respectivamente, com os livros ‘Céus e Terra’ e ‘Receita Para se Fazer um Monstro’. “Ganhar foi a sensação de dever cumprido, além de abrir caminhos para que o meu trabalho seja divulgado em todo o país,. Essa conquista foi um importante reconhecimento à minha produção literária”, destaca Mário.

“Eu mesmo me indagava se alguém leria as alegorias que inventei. Sinto-me recompensado e com uma grande responsabilidade para os projetos futuros”, conclui o jornalista baiano Franklin Carvalho.

O edital completo estará disponível em www.sesc.com.br/premiosesc. Informações adicionais também podem ser obtidas pelo e-mail literatura@sesc.com.br.


salario-minimo-sera-de-r-72290-preve-relatorio-final-do-orcamento-de-2014O governo federal anunciou o reajuste do salário mínimo de R$ 880 para R$ 937 em 2017. O novo valor passa a vigorar no dia 1º de janeiro de 2017. O presidente Michel Temer assinou um decreto prevendo o reajuste.  Ler mais →


img_5341Mariana é o mais novo livro da escritora carioca, radicada em Curitiba, Ana Rapha Nunes. A obra infanto-juvenil, lançada pela editora Inverso, apresenta uma história ambientada na cidade de Mariana, Minas Gerais, contando a tragédia ocorrida em novembro de 2015, pelos olhos de uma menina de doze anos, também chamada Mariana. Uma história sobre mudanças, perdas e superação, mas, sobretudo, uma história de sonhos e esperança.Mariana é uma obra carregada de emoção, que faz os jovens leitores refletirem sobre acontecimentos recentes da nossa história. Ler mais →


Saque pode ser feito até o dia 29 de dezembro

O último prazo para o saque do abono salarial do PIS/Pasep, ano-base 2014, está terminando e mais de 900 mil trabalhadores que têm direito ainda não retiraram o benefício, no valor de 1 salário mínimo. São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais são os Estados que têm maior número de saques pendentes. Antes da extensão do prazo, que finalizou em 30 de junho de 2016, mais de 1,2 milhão de pessoas ainda não haviam feito o saque do beneficio.

Lembrando que o prazo para fazer o saque nas agências termina no próximo dia 29 de dezembro, quinta-feira. Para aqueles que possuem cartão cidadão com senha, o saque pode ser realizado nos terminais de autoatendimento da Caixa e em lotéricas, na sexta (30) – nesse dia, as agências estarão fechadas.

No total, nos 26 Estados e Distrito Federal, até o último dia 20, faltavam 917.075 saques do abono de 2014. São R$ 802 milhões disponíveis, considerando o valor médio de saque individual, de R$ 874,84. “Num cenário de dificuldades e restrições pelo qual passam as pessoas, esse Abono Salarial poderá ser alento para muitos chefes de família em todo o País”, destaca o coordenador-geral do Seguro-Desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do Ministério do Trabalho, Márcio Borges.

Saques pendentes – Um levantamento por regiões e Estados mostra que, dos 1,2 milhão de trabalhadores que não fizeram o saque no prazo inicial, São Paulo tem o maior número de saques ainda pendentes. São 353.054 trabalhadores, de um total de 395.188 com direito ao abono de 2014, que estão deixando o benefício para trás. Apenas 42.134 (10,66%) deles retiraram o valor, em torno de um salário mínimo (R$ 880). No Rio de Janeiro, de 102.401 pessoas com direito ao benefício, apenas 18.931 (18,49%) já buscaram o dinheiro. Faltam 83.470 saques.

Já no Rio Grande do Sul, o abono salarial do PIS/Pasep 2014 ainda espera por 69.621 trabalhadores. Só 24.387, ou 25,94% das 94.008 pessoas com direito ao recurso, fizeram o saque. Ainda na Região Sul, Santa Catarina tem 61.039 saques a serem feitos, porque apenas 19.734 trabalhadores, de um total de 80.773 com direito ao abono (24,43%), fizeram o saque.

De volta ao Sudeste, o quinto estado com maior número de saques ainda não-realizados é Minas Gerais. O abono segue disponível para 58.962 trabalhadores, de um total de 91.090 beneficiados, porque apenas 32.128 (35,27%) buscaram o dinheiro.

Segundo Márcio Borges, esses números refletem o comportamento do mercado de trabalho, já que 40% dos trabalhadores do Brasil são das Regiões Sudeste e Sul. “O abono salarial é direito assegurado a trabalhadores com carteira assinada e vínculo formal de emprego. Do total de abono salarial pago, 89% decorrem da iniciativa privada e 11%, da atividade pública. Esses dados explicam porque os maiores números são oriundos dessas Regiões”, explica.

Apesar de ter um total menor de pendências, o Acre e o Distrito Federal são os lugares com os índices mais baixos de saques realizados até agora, em relação ao número de trabalhadores com direito ao abono. No Acre, apenas 6,10% dos beneficiados retiraram o dinheiro, enquanto no Distrito Federal o saque foi feito por apenas 10,25%. Respectivamente, são 19.432 e 35.394 pessoas que ainda podem buscar o benefício nesses estados.

Destaque positivo – Na contramão das outras regiões, o Nordeste se destaca de forma positiva, com o maior índice de saques em média (48.04%), incluindo dois Estados que atingiram mais de 80% e dois com mais de 60%.

O primeiro deles é o Piauí, com 84,88% de saques. Ou seja, dos 3.571 trabalhadores com direito ao benefício, 3.031 já retiraram o dinheiro e restam apenas 540. Logo depois, vem Sergipe, que já chega a 3.954 saques, o equivalente a 81,51% dos 4.851 trabalhadores beneficiados, deixando uma sobra de 897 retiradas pendentes.

Com índices acima de 60% estão a Paraíba – 67,5% dos 7.565 saques realizados – e a Bahia, com 63,55% de retiradas de um total de 29.361 previstas.

Prazo estendido – Apesar do baixo índice de saques no País durante a extensão do prazo, os índices totais estão dentro da média. Historicamente, o percentual de abonos não sacados oscila de 4% a 5%. No total de abono salarial de 2014, o Ministério do Trabalho chegou a quase 95% de saques, de um total de 23,5 milhões de trabalhadores identificados com direito ao benefício.

O prazo normal para saque ocorre de julho a junho de cada ano e, no exercício 2015/16, um total de 22,3 milhões de trabalhadores sacaram o abono salarial – uma taxa de cobertura de 94,77%. Com a decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), a pedido do ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, o prazo foi estendido até 30 de dezembro, pelas Resoluções 771 e 772, a fim de atender cerca 1,2 milhão de trabalhadores que não sacaram no prazo. A extensão já permitiu o saque de 285 mil abonos salariais.

Quem tem direito – O Abono Salarial ano-base 2014 está sendo pago para quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias naquele ano, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é preciso ter seus dados informados corretamente pelo empregador, na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Para conferir se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar o portal do Ministério do Trabalho (www.trabalho.gov.br/abono-salarial). Basta inserir CPF ou número do PIS/Pasep e data de nascimento para fazer a consulta. Outra opção é a Central de Atendimento Alô Trabalho, que atende pelo número 158 e também dá informações sobre o PIS/Pasep.

 


A secretária de Estado da Educação, professora Ana Seres, reuniu os 32 chefes dos Núcleos Regionais da Educação (NREs) nesta terça e quarta-feira (13 e 14), em Paranaguá, para avaliar o ano letivo de 2016 e planejar 2017.  Paranaguá, 14/12/2016. Foto: Divulgação SEED

Paranaguá, 14/12/2016.
Foto: Divulgação SEED

A secretária de Estado da Educação, professora Ana Seres, reuniu os 32 chefes dos Núcleos Regionais da Educação (NREs), em Paranaguá, para avaliar o ano letivo de 2016 e planejar 2017.  Ler mais →


chamada-para-pec-do-teto-com-notas-1476215666836_615x300O governo do presidente Michel Temer (PMDB) aprovou nesta semana a principal medida econômica do governo neste ano: a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que congela os gastos da administração federal pelos próximos 20 anos. Ler mais →


Iniciativa é da Associação Leões do Futuro, Vale Sul Chevrolet e Fundação Municipal de Esporte. Fundesportes é um dos pontos de entrega

dsc08383“Neste Natal faça uma criança sorrir”, diz a campanha de doação de brinquedos idealizada pela Associação Leões do Futuro, Fundação Municipal de Esportes e Vale Sul Chevrolet.

Você tem um brinquedo novo ou usado em boas condições de uso para ser doado? Então aproveite para deixar num dos pontos de troca e colaborar com esta campanha que vai deixar o natal de crianças carentes mais feliz.

Os interessados têm na sede da Fundesportes, que fica no Ginásio de Esportes “Albertina Salmon”, na Olé Grama Sintética e na Vale Sul Chevrolet os pontos de troca.


Protesto à proposta dos empresários de alteração da Lei 12.815/13 em que querem  tirar direitos dos TPAs fazem parte do objetivo da paralisação em todo o país, mas nem todos os portos aderiram

5-1-navioFoi divulgada na semana passada um comunicado por parte dos presidentes das Federações dos trabalhadores portuários avulsos (TPAs) sobre os motivos que fazem com que as categorias decidissem pela paralisação de 24 horas marcada para acontecer dia 30 de novembro.

Em Paranaguá, o Sindop entrou com uma ação e o Juiz concedeu uma liminar impedindo a greve entendendo que seria por motivo político. Uma multa de R$ 150 mil por sindicato, por dia, poderia ser imposta em caso de desobediência ao interdito proibitório.

Entre os motivos que levaram à aprovação do movimento está o “desinteresse da FENOP, ABTP e ATP em levar adiante as negociações com federações, iniciadas em junho de 2016 na Casa Civil – e posteriormente deslocadas para o Ministério dos Transportes, Aviação e Porto. TINHAM-SE COMO PAUTA: o cumprimento da Lei 12.815/13 quanto à garantia da exclusividade e obrigatoriedade da negociação prévia, no vínculo empregatício; o respeito ao instituto da categoria diferenciada dentro e fora da área de porto organizado nas negociações coletivas que envolvem os serviços previstos no §1º, do Art. 40 da referida Lei.

–  Protesto à proposta dos empresários de alteração da Lei 12.815/13 em que querem tirar direitos dos TPAs (fim da exclusividade agravada com a desobrigatoriedade do uso do trabalhador do OGMO mesmo dentro do porto organizado – o que os empresários chamam de isonomia entre empresas de dentro e fora do porto-TUPs).

–   Contra a terceirização, principalmente das operações portuárias e da Guarda Portuária;

–   Contra o limite de idade, de 65 a 70 anos, para aposentadoria, entre outros itens.



vermelho {limão}