A628E61C-0ECC-4132-AE5D-DFD7D7685A59Foram milhares de visualizações, cliques, likes, comentários registrados.

Foram milhares de palavras, manchetes, fotos selecionadas.

Foram…

Chega um momento da gente que as coisas podem mudar. E em consideração a milhares de pessoas que me conhecem e me acompanharam neste lindo trabalho, eu venho dizer o motivo que me leva a uma mudança no cenário da comunicação, do jornalismo que tanto amo. Mas, antes, aproveito para dizer que continuarei participando da vida da nossa cidade como jornalista, continuarei participando das mudanças. Ler mais →


O Tribunal intimou o Município de Matinhos para o cumprimento imediato da decisão e manifestação nos autos no prazo de 15 dias

3-2-prefeitura-de-matinhos-arquivoIndícios de irregularidade levaram o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) a emitir medida cautelar que suspende as contratações decorrentes do Teste Seletivo nº 47/2017 do Município de Matinhos (Litoral), realizado para o provimento, em caráter temporário, de vagas de técnico em enfermagem.

A cautelar foi concedida pelo conselheiro Artagão de Mattos Leão em 8 de novembro; e homologada na sessão do Pleno do TCE-PR no dia 16 desse mês. Ler mais →


Prefeitura entrou com agravo da decisão junto ao Tribunal de Justiça. Desembargador suspendeu efeito da liminar e provas serão realizadas neste domingo sem prejuízo a qualquer candidato

teste_seletivoConfirmada a realização de provas para teste seletivo dos agentes comunitários de saúde. As provas acontecem neste domingo (12), de acordo com ensalamento divulgado pela Faepsul, no site www.faepesul.org.br/concursos, e divulgado aqui, no Blog da Luciane.

O Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde obteve liminar para suspender a realização da prova.

A Prefeitura de Paranaguá entrou com agravo junto ao Tribunal de Justiça do Paraná. O desembargador concedeu efeito suspensivo na manhã deste sábado (11), evitando os efeitos da liminar obtida pelo sindicato no meio da semana.

Portanto, fica confirmada a realização das provas para os agentes comunitários de saúde. Os candidatos das demais categorias também devem estar no horário e locais propostos pela organizadora do teste seletivo.

Confira o horário e locais de provas

Data: 12/07/2015.
• Horário: 14h00min.

As Avaliações Escritas Objetivas serão realizadas nos locais descritos abaixo e, conforme local de prova definido no instrumento de homologação que se encontra no site da Faepsul.

• Colégio Estadual Professor Vidal Vanhoni – Endereço: Rua Maneco Viana, SN – Jardim Eldorado, Paranaguá – PR, 83206-250.
• Instituto Estado Educação Dr. Caetano Munhoz da Rocha – Endereço Rua João Eugênio, 894 – Costeira, Paranaguá – PR, 83203-400.

Os portões de acesso ao local de avaliação fecharão as 14h00min, recomenda-se, portanto, que os Candidatos cheguem aos locais de provas com antecedência mínima de 1 (uma) hora visto a possibilidade de congestionamentos e intercorrências no deslocamento aos locais em comento.


IMG_6197Uma liminar adiou o segundo turno das eleições para a Presidência do Sindicato dos Arrumadores. A eleição entre as chapas 1 e 2 ocorreria hoje, em Paranaguá.

O pedido de suspensão foi impetrado na 1ª Vara do Trabalho em Paranaguá, através dos associados João Claudio Marques e José Hamilton da Silva, representantes das chapas 3 e 5, que concorriam a Presidência. Os candidatos alegaram que a diretoria atual descumpriu o Estatuto Social no que se refere as eleições sindicais, como a convocação de assembléia para analisar as impugnações feita no 1º turno e todo o seu processo sequencial.

O juiz do trabalho substituto, Thiago Mira de Assumpção Rosado entendeu que a demanda era legal e acolheu o pedido de liminar, determinando a suspensão das eleições no sindicato até que sejam decididas as questões alegadas pelos autores da liminar. O descumprimento desta decisão resultará numa multa de R$ 30 mil a ser revertida em favor da União Federal.

Uma Assembléia será realizada na próxima segunda-feira (16) para decidir a data da Eleição.

Fonte- jornalismo da Ilha


sepHoje, o site da Secretaria Especial de Portos divulgou o aviso de suspensão da consulta pública da poligonal do Porto de Paranaguá.

“A SEP torna pública a SUSPENSÃO da Consulta Pública de Paranaguá e Antonina. A suspensão foi determinada pela Vara Federal de Juizado Especial Federal de Paranaguá – Seção Judiciária do Paraná”, destaca a nota.

Hoje, o jornal Diário do Comércio, traz página inteira de Portos & Exportações com os detalhes do despacho do Juiz Federal que suspendeu a consulta pública.

O Blog da Luciane traz esta informação também. Acesse o link: http://www.blogdaluciane.com.br/2015/02/noticia-quente/


11
fev 15

poligonalDesde a sentença do Juiz Federal Substituto, Guilherme Roman Borges, no último dia 04 de fevereiro, a consulta pública lançada pela Secretaria Especial de Portos (SEP) para definir a poligonal dos portos de Paranaguá e Antonina, está suspensa.
E de acordo com o Juiz, a consulta pública deve ficar suspensa até o julgamento final da ação.
O pedido de suspensão partiu da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (ACIAP), do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Paraná (SINDOP) e a Federação Nacional dos Conferentes e Consertadores de Carga e Descarga, Vigias Portuários, Trabalhadores de Blocos, Arrumadores e Amarradores de Navios nas Atividades Portuárias (FENCCOVIB) e, ainda, do Sindicato dos Estivadores de Paranaguá e Pontal do Paraná e da comunidade indígena da região.
A liminar garantindo a suspensão da consulta pública foi dada pelo Juiz da 1a Vara Federal de Paranaguá.
O réu, neste caso a União Federal, poderá recorrer da sentença.
Até lá, nem a tentativa de prorrogação surtiu o efeito desejado para que a consulta pública fosse suspensa.

Sem documento
No despacho, o Juiz Guilherme Borges, destaca que a Secretaria Especial de Portos da Presidência da República publicou em seu sítio eletrônico notícia de que teria dado início a uma consulta pública.
“Apesar da relevância da questão em voga, não foi sequer publicado edital formal de início da consulta pública, havendo apenas notícia de que o prazo final para envio de contribuições seria 05.02.2015”, destaca o Juiz.
“O desenho da nova poligonal proposto pela SEP não vem acompanhado de qualquer justificativa técnica, econômica, ambiental ou jurídica que o embase, impossibilitando a manifestação dos interessados”, reforça o Juiz no despacho.
A Justiça Federal solicitou dados à SEP, mas não obteve resposta.
Esta informação também consta do documento.
A Justiça reconhece a necessidade de realização de consulta pública pela própria SEP. “Ocorre que, do que consta dos autos, a deflagração de consulta pública não foi normalizada por instrumento próprio ou publicada em qualquer veículo oficial de comunicação, não tendo sido, portanto, levada a conhecimento dos interessados”, declara no despacho divulgado a todos os interessados.
De acordo com o Juiz, não havia nada que justificasse o sigilo quanto a estudos e documentos informadores, mas verificou-se que os documentos não haviam sido disponibilizados “porque sequer havia, junto à SEP, processo administrativo formalizado apto justificar os limites da poligonal’.

Manifestação
Na semana passada, a questão da poligonal provou manifestação por parte dos trabalhadores Portuários Avulsos de Paranaguá (TPA´s).
O presidente do Sindicato dos Estivadores e da Frente Intersindical de Paranaguá, João Lozano, explicou que o objetivo era prorrogar o prazo da consulta pública. Faixas com palavras de ordem e com o motivo da manifestação estavam dispostas na frente da entrada dos trabalhadores portuários no Porto de Paranaguá.
“Quem vai perder com a nova poligonal são os trabalhadores, o comércio local e o Porto”, dizia uma das faixas. “A comunidade portuária está preocupada com a forma como estão tratando a nova poligonal”, dizia em outra faixa.
“Hoje, o porto organizado requisita a mão-de-obra de todos os sindicatos”, explicou Lozano. “Somos contra a poligonal porque vai desmembrar o porto público do privado”, destacou o presidente na ocasião.

Prorrogação
A SEP prorrogou o prazo para consulta na semana passada, antes da sentença judicial e marcou a realização de uma audiência pública.
Vale lembrar que foi realizada uma audiência pública em Paranaguá quando a comunidade solicitou que o Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto Organizado (PDZPO) fosse aproveitado como base, e as lideranças reclamam que isso não aconteceu.

Fonte: Jornal Diário do Comércio


O presidente da Força Sindical, deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, disse hoje que os trabalhadores portuários concordam em suspender a greve até o dia 15 de março, quando esperam concluir as negociações com o governo federal para tratar da medida provisória 595, a MP dos portos, que estabelece um novo marco regulatório para o setor.

Cerca de 30 mil trabalhadores portuários realizaram nesta manhã protestos em diversas cidades do País.

Estiveram reunidos hoje no Palácio do Planalto o ministro-chefe da Secretaria de Portos, Leônidas Cristino, técnicos da Casa Civil e representantes da Federação Nacional dos Estivadores, da Federação Nacional dos Portuários e da Federação Nacional dos Conferentes e Consertadores de Carga e Descarga, Vigias Portuários, Trabalhadores de Bloco, Arrumadores e Amarradores de Navios, nas Atividades Portuárias (Fenccovib) para negociarem o fim da paralisação.



vermelho {limão}