A Lei previa EIV para áreas de empreendimentos em 5 mil m² e foi alterado para 25 mil m²

Empreendedores terão menos burocracia para novas iniciativas

Empreendedores terão menos burocracia para novas iniciativas

A Lei Nº 3.798, proposta pelo vereador Luiz Maranhão, foi sancionada nesta quarta-feira, dia 12, no Palácio São José pelo prefeito Marcelo Roque. “Altera o dispositivo da Lei Municipal 2822/2007 que dispõe sobre o Estatuto de Impacto de Vizinhança”. É isso que diz a nova lei sancionada  e que garante mais agilidade na instalação de empresas. Ler mais →


Aplicativo para registro de reclamações foi desenvolvido pelo diretor e ouvidor da Cagepar para o sistema Android. Usuários de outros sistemas poderão usar o computador 

28652Com a tecnologia tão próxima de todos e sendo utilizada por todos pelos toques na tela de um celular, os aplicativos surgem para aproximar os cidadãos dos serviços mais essenciais. É o caso do aplicativo que a Agência Reguladora- Cagepar- lançou nesta semana em Paranaguá com o objetivo de facilitar o registro e consulta de reclamações sobre o abastecimento de água e esgoto.

Depois de baixar o aplicativo, completar os dados pessoais, o cidadãos pode registrar uma reclamação ou consultar o status da mesma.

Ler mais →


waldyr

O ex-prefeito de Paranaguá, Waldyr Salmon, faleceu na tarde deste domingo, dia 16, em Curitiba. Ele estava hospitalizado e morreu vítima de complicações após um Acidente Vascular Cerebral- AVC, aos 83 anos

Waldyr Salmon foi prefeito de Paranaguá entre os anos de 1982 e 1988. Como homenagem, lembramos de obras como o Ginásio de Esportes “Albertina Salmon” e a Rodoviária Municipal.

O corpo do ex-prefeito chegará em Paranaguá somente durante a madrugada. O velório será realizado na Câmara Municipal de Paranaguá e o enterro será no cemitério Nossa Senhora do Carmo, às 17h, como foi informado, mas pode ser alterado.

Ele também foi Chefe de Gabinete do Porto de Paranaguá e da Cagepar. Foi professor na Fafipar.
O ex-prefeito deixa cinco filhos e a viúva Suily Gnatta, de Morretes.

Como prefeito, Salmon também foi quem celebrou a Irmandade como cidade-irmã com Awaji, no Japão. Na última visita do prefeito da cidade-irmã em Paranaguá, Waldyr Salmon acompanhou a comitiva, o que ocorreu em 2015.

Deixou duas filhas e três filhos.


Pagamento do piso salarial com seus retroativos será feito a partir de maio, em oito parcelas até dezembro. Prefeitura realizará também o pagamento de correção do valor do vale-transporte

24672

Foto: Juliana Leandro

Na tarde desta terça-feira (18), o prefeito Marcelo Roque, junto com a secretária municipal de Educação e Ensino Integral, Vandecy Silva Dutra, se reuniu com a presidente do Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Paranaguá (Sismmap), Andréa Elias de Paula e representantes do entidade sindical para anunciar o pagamento parcelado de piso salarial e de elevação de nível vertical aos professores a partir de maio deste ano. Além disso, a Prefeitura realizará a correção do valor de vale-transporte, aumentando o benefício de R$ 2,90 para R$ 3,70, valor mensal que chegará a aproximadamente R$ 162,00 para cada professor da rede municipal de ensino. Ler mais →


Eleições 2010 - Alceuzinho Maron 003adalberto

 

 

 

 

 

 

 

 

Informações dos bastidores da política dão conta de que o PHS, que realiza convenção na noite desta quarta-feira, em Paranaguá, confirmando os pré-candidatos a vereador e o nome do atual vereador Adalberto Araújo como candidato a vice-prefeito  na chapa majoritária com Alceu Maron Filho, pré-candidato a prefeito pelo DEM.

Aguardamos informação oficial do Diretório do PHS em Paranaguá.

Caso haja confirmação, percebe-se uma chapa totalmente nova na disputa pelo Palácio São José. Com certeza não vai faltar vontade e boas ideias para colocar Paranaguá nos eixos!


Prefeito solicitou da Câmara devolução de duas mensagens que envolviam criação de cargos

prefeitura de ParanaguáO prefeito de Paranaguá, Edison Kersten, solicitou a devolução de duas mensagens que estavam para ser tramitadas na Câmara de Vereadores da cidade. A primeira é a mensagem que “cria a Secretaria Municipal de Comunicação”. A segunda é a mensagem 020/2016 que “cria cargos efetivos nos quadros da Prefeitura”. A solicitação foi apresentada e aceita na primeira sessão do Legislativo após o recesso, na última terça-feira (02).

Como adiantei em minha coluna, lamento que Paranaguá não tenha uma Secretaria Municipal de Comunicação. E a responsabilidade é toda do prefeito Edison Kersten. A secretaria foi criada por Mário Roque e extinta por Kersten que seguiu a opinião de alguns conselheiros.

De acordo com um vereador da base, “nada de criação de cargos será votado mais, neste ano”.

A possibilidade de que isso ocorresse também foi aventada pela coluna Informe e aqui no Blog da Luciane Chiarelli. Isso porquê o prefeito tinha prazo para regularizar a situação dos cargos que tiveram nomenclaturas modificadas. Há mais de um ano o Ministério Público já havia questionado sobre este assunto, mas só há alguns meses que Kersten foi obrigado a responder, caso contrário, teria que pagar multa. Respondeu com a exoneração de 141 cargos comissionados e sem a explicação das modificações de nomenclaturas.

Iria fazer isso, se não me engano, com a Mensagem 20. Não vai mais, uma vez que perdeu (sem querer ou de propósito?) o prazo legal para isso.

Em contrapartida, o vereador Adalberto Araújo, durante a sessão da Câmara, comentou sobre a criação do Conselho Tutelar Ilhéus. Acontece que a criação do conselho exigiria a criação de cargos que, de acordo com o vereador, é possível mesmo em período eleitoral.

E agora, José?


Untitled-1


Há 5 anos, aproximadamente, a Prefeitura realiza o Prêmio Servidor Destaque onde há eleição e entrega de prêmios. Álbum de fotos na Fanpage do Blog da Luciane, exclusivo com o Prêmio Servidor Destaque no link: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1162645457097056.1073741953.524406240920984&type=3&uploaded=12

DSC07142Foi realizada, no pátio da Prefeitura de Paranaguá, a premiação aos Servidores Destaque 2015. O evento aconteceu nesta segunda-feira, dia 21 com a presença de muitos servidores, além de secretários municipais.

O prefeito de Paranaguá, Edison Kersten e a secretária Municipal Interina de Recursos Humanos Adriana Albini realizaram a entrega da premiação do Servidor Destaque 2015 que foi instituída através do Estatuto do Servidor Municipal.

A eleição deste ano contabilizou 1.979 votos entre votos válidos, nulos e brancos.

Os servidores definidos pelo voto foram:

Grupo Operacional A: Maria Célia de Souza, com 116 votos. Para Maria Célia foi uma surpresa e ela ficou muito feliz. Vai aproveitar bem os três dias de folga remuneradas e o salário base que irá receber.

No Grupo B Operacional e Administrativo, Luiz Carlos Portaneri conquistou 64 votos. Já no Grupo C Operacional Especializado e Técnico Administrativo, o vencedor do Prêmio Servidor Destaque foi Vanderlei Matoza França, com 72 votos e no Grupo D e H de técnicos e nível superior, o Servidor Destaque foi Rodrigo Fernandes Candido com 56 votos.

No grupo G, da Guarda Municipal, o vencedor foi Reginaldo Poleti, com 68 votos e no grupo de Profissionais da Saúde, a servidora Evelyn Caroline Scremin Corrêa conquistou 130 votos. E no Grupo de profissionais do Magistério, a vencedora foi Soraia Kravitz, com 125 votos.

DSC07113Cada um destes servidores recebeu uma placa de reconhecimento de mérito funcional, uma menção em ficha funcional do recebimento do Prêmio Servidor Destaque 2015 através da expedição de ato oficial, três dias de folga remunerada e um salário base, conforme o valor de seu cargo de carreira.


18530O prefeito Edison Kersten reconsiderou nesta quarta-feira (25) a decisão de se ausentar do cargo pelo período de 15 dias, que valeria de 27 de novembro a 10 de dezembro. A transmissão do cargo seria amanhã, mas foi cancelada.

Mesmo com autorização votada pelos vereadores na Câmara Municipal, na noite de terça-feira, a opinião mudou devido à decretação da situação excepcional de emergência na saúde pública, com o decreto 3.291/2015, para combater a proliferação do mosquito transmissor da dengue, o Aedes Aegypti, e também ao caso envolvendo servidores da Secretaria Municipal de Obras Públicas em crime de extorsão, assuntos esses noticiados na mídia.

Ofício foi encaminhado ao final da tarde desta quarta-feira ao presidente da Câmara Municipal, Jozias de Oliveira Ramos, que assumiria o cargo. “Apesar de já devidamente autorizado, comunico a Vossa Excelência que, não me licenciarei do cargo de Prefeito Municipal, na forma do decreto legislativo n.º 416/2015”, escreveu o prefeito no documento.

O prefeito finaliza o documento dizendo considerar ser importante sua presença devido às circunstâncias. “Além das obrigações inerentes ao cargo as situações descritas me impedem, diante da minha consciência obrigacional, de afastar-me das funções neste momento, e, em sentido oposto, entendo ser imprescindível a minha presença para estar à frente das ações face ao combate à dengue, bem como, para o mais breve e transparente esclarecimento dos fatos relativos ao caso de ‘extorsão’ envolvendo servidores”, concluiu o prefeito Edison.

Fonte: PMP


Cidade tem mais de 130 casos já confirmados. Quando se chega a 300, a situação é considerada epidêmica

dengue1Foi decretado Estado Excepcional de Emergência na saúde pública de Paranaguá com o objetivo de intensificar as ações de combate à Dengue. O decreto de número 3.291 foi assinado pelo prefeito da cidade, Edison Kersten. A medida é necessária para agilizar a contratação de pessoal e serviços emergenciais no combate à doença.

O município passou o número de 130 casos autóctones (contraídos na cidade) confirmados. Quando passa de 300 casos é considerada situação epidêmica. Paranaguá se mobiliza para que a situação não chegue a este ponto.

Hoje, Paranaguá é considerada cidade de “Médio Risco” pela Secretaria de Estado da Saúde. A proximidade com o Verão, que traz o período de muito calor e chuvas esporádicas, juntamente com o grande fluxo de turistas, estimados em mais de dois milhões de pessoas na região do Litoral, levaram o município a se preparar para uma verdadeira guerra contra o mosquito.

O decreto cria o Programa Municipal de Combate e Prevenção à Dengue, com duração de 90 dias, prorrogável por igual período.

Um dos destaques do decreto é o artigo 2º, que autoriza os agentes de saúde e servidores municipais participantes das ações de fiscalização a entrar em casas fechadas ou abandonadas, mediante apoio da Guarda Civil Municipal. Para respaldar juridicamente a ação do fiscalizador, será feito um auto de infração e ingresso forçado, assinado pelo agente e pela autoridade policial com jurisdição sobre a área.



vermelho {limão}