As ações para a recuperação dos animais sobreviventes, bem como para o destino adequado para aqueles que morrem são urgentes, principalmente pelas questões sanitárias decorrentes.

O Governo do Paraná estabeleceu diretrizes e procedimentos referentes ao atendimento de animais marinhos que encalham no Litoral. O protocolo é resultado de uma resolução conjunta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Instituto Ambiental do Paraná e IBAMA, definida na última quinta-feira (29).  -  Foto: Divulgação SEMA

Foto: Divulgação SEMA

O Governo do Paraná estabeleceu diretrizes e procedimentos referentes ao atendimento de animais marinhos que encalham no Litoral. O protocolo é resultado de uma resolução conjunta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Instituto Ambiental do Paraná e IBAMA, definida na última quinta-feira (29). Ler mais →


O trapiche é o principal acesso dos visitantes na região de Brasília, onde fica o Farol e outros pontos turísticos e pousadas da Ilha do Mel. IAP emitiu, recentemente, a dispensa de licenciamento ambiental

3.1- trapicheFaltando menos de quatro meses para o início da temporada de verão e tão perto da Semana da Pátria,, um dos feriados mais aproveitados para viajar, a situação do trapiche da Praia de Brasília, na Ilha do Mel, Litoral do Paraná, preocupa moradores, comerciantes e turistas.

Fotos mostram que  a área de embarque está comprometida, o que prejudicaria o acesso de visitantes ao local. Ler mais →


Consulta é o momento de informar e ouvir as contribuições da sociedade quanto a transformação do local em uma Unidade de Conservação

Evento acontecerá no auditório do Paraná Previdência

Evento acontecerá no auditório do Paraná Previdência

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) promove na próxima quinta-feira (19) uma consulta pública para apresentar o projeto de transformação da Ilha das Cobras em Parque Estadual. Além de preservar os ecossistemas que há no local, a nova Unidade de Conservação também deverá servir como base apoio para realização de pesquisas científicas e para a promoção de educação ambiental com escolas públicas e privadas do Litoral. Ler mais →


De acordo com análises da semana, os rios Paranapanema, em Primeiro de Maio, no Norte, e Rio Nunes, em Antonina, no Litoral do Estado, estão novamente próprios para banho. Os boletins ficarão disponíveis nos sites do IAP e do Verão Paraná 

04-01-2017 Radar movel BPRv

04-01-2017 Radar movel BPRv

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) divulgou nesta sexta-feira (09) o oitavo e último boletim de balneabilidade das águas na temporada de verão. De acordo com a análise desta semana, os rios Paranapanema, em Primeiro de Maio, no Norte, e Rio Nunes, em Antonina, no Litoral do Estado, estão novamente próprios para banho. Ler mais →


litoralpr-960x640O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) divulgou nesta sexta-feira (19) o quinto boletim de balneabilidade da temporada de verão. De acordo com a análise semanal a qualidade das águas se mantém própria para banho na maioria dos locais avaliados. Ler mais →


lg-b5d8624b-e59f-457b-876d-861916d29861O terceiro boletim de balneabilidade da temporada de verão, divulgado no último dia 5, mostra que o banho não é recomendado apenas em um dos pontos monitorados no Litoral paranaense. Este local é a Ponta da Pita, em Antonina, que já aparecia nesta condição de impróprio no boletim da semana anterior.

O levantamento é elaborado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). O órgão monitora 49 locais no litoral, sendo 13 pontos em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, cinco na Ilha do Mel, três em Morretes e dois em Antonina.

Segundo o IAP, o monitoramento verifica a contaminação por esgoto sanitário clandestino e avalia a possibilidade de uso da água para atividades de lazer.


Colit continua sendo um problema

3.1-Paranaguá-aéreaNeste mês de maio completou-se um ano da realização da audiência pública sobre o Parque Industrial de Paranaguá sem que grandes mudanças tenham sido promovidas.

Naquela ocasião as mais de 200 pessoas presentes concordaram com alguns encaminhamentos como solicitação da extinção do Conselho de Desenvolvimento Territorial do Litoral Paranaense (COLIT) que já acumulava, naquele período, mais de 800 processos de licenciamento ambiental no Litoral. Ler mais →


Obra deve ser feita no km 5 da BR 277 para desafogar o trânsito acabando com o cruzamento em nível

capa- área viaduto (2)A Secretaria de Infraestrutura e Logística confirmou que o licenciamento ambiental para a execução de um viaduto em Paranaguá foi aprovado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

De acordo com o edital publicado em jornal local, a autorização do IAP tem validade até o dia 9 de maio de 2020 e diz respeito à implantação de interseção em desnível (viaduto) na BR 277, km 05, no entroncamento da rodovia BR 277 com a Avenida Ayrton Senna, numa extensão aproximada de 906,17m. Ler mais →


No período foram lavradas 24 autuações e as multas somam R$ 238 mil. Também foram lavradas notificações para prestação de esclarecimentos e determinações para adequações

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) criou, através da portaria nº 072/2017 publicada nessa segunda-feira (8), uma Câmara Técnica para analisar novos procedimentos para autorizações e licenciamentos ambientais na Ilha do Mel.  Paranguá, 08/05/2017. Foto: Divulgação IAP

Foto: Divulgação IAP

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) criou uma Câmara Técnica para analisar novos procedimentos para autorizações e licenciamentos ambientais na Ilha do Mel, no Litoral do Paraná. A portaria que cria a Câmara Técnica (número 072/2017) foi publicada na segunda-feira (8).
A Câmara é composta por cinco técnicos de carreira. A medida foi tomada após a realização de uma força-tarefa para fiscalizar o cumprimento das autorizações e licenças ambientais emitidas na ilha, entre os meses de novembro de 2016 e janeiro desse ano. A força-tarefa constatou diversas irregularidades no local, em desacordo com as autorizações emitidas em anos anteriores. Ler mais →


A planta já havia sido replantada, mas os “ladrões” de aproveitaram da falta de fiscalização para a retirada

3.1-sacos

E agora o vídeo divulgado neste final de semana pelos moradores mostra que o problema não foi resolvido.

Um dos moradores da Ilha do Mel denunciou em rede social que “mais uma vez biopiratas entraram na Reserva Ecológica e levaram todo o musgo que os moradores haviam replantado”.
Os moradores continuam no enfrentamento comunitário, pois afirmam que o Instituto Ambiental do Paraná, e nem a Polícia Florestal fazem a investigação ou acabam com o crime ambiental.
Os moradores dizem que já não sabem mais o que fazer.

No dia 11 de março, o Blog da Luciane divulgou a primeira denúncia feita. Eram 117 sacos de lixo, cada um com capacidade para 20 litros, encontrados no meio do mato da Ilha do Mel. Os moradores denunciaram a extração ilegal ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para que uma investigação possa chegar aos responsáveis pela extração.
“Há anos que as indústrias de paisagismo dilapidam a flora das Ilhas do Litoral do Paraná”, disse um dos moradores no Facebook.
Confira a matéria no link: http://www.blogdaluciane.com.br/2017/03/moradores-denunciaram-extracao-ilegal-de-2-toneladas-de-musgo-na-ilha-do-mel/



vermelho {limão}